Petrobras rebate críticas a contratação de estrangeiras para o Comperj

A Petrobras reagiu às críticas que vem recebendo pelo lançamento de uma licitação em que convida 30 empresas estrangeiras a disputar uma obra no Comperj, refinaria de grande porte cuja construção foi interrompida em Itaboraí, região metropolitana do Rio.

A Petrobras optou por convidar empresas estrangeiras para participar da licitação da unidade de processamento de gás do Comperj. A unidade é uma planta secundária à refinaria, que teve obras totalmente interrompidas devido à crise que se abateu na empresa em decorrência das investigações da Operação Lava Jato.

Antecipando-se a possíveis críticas, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, já havia dito que não via problemas na contratação de empresas estrangeiras para retomar as obras do Comperj. Ele disse, durante café da manhã com jornalistas, no último dia 11, no Rio, que resistência a esse tipo de contratação seria "ranço ideológico".

Blogs especializados, parte da imprensa e sindicatos de petroleiros chegaram a criticar a estatal por usar empresas de fora em detrimento da indústria nacional, muito impactada com a sangria da Petrobras e a consequente a paralisia generalizada do setor de petróleo por conta da Lava Jato.

Do Correio do Estado
Petrobras rebate críticas a contratação de estrangeiras para o Comperj Petrobras rebate críticas a contratação de estrangeiras para o Comperj Reviewed by Wagner Santos on janeiro 24, 2017 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.