Anderson Ferreira divulga rombo de mais de R$ 84 milhões nos cofres


O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), divulgou, na manhã desta terça-feira (17), um balanço sobre o rombo milionário nos cofres da prefeitura, deixado pela gestão passada. Em coletiva de imprensa, realizada em seu gabinete, no prédio-sede da administração municipal, no bairro de Prazeres, o gestor expôs uma parcial das dívidas que, até o momento, contabilizam, somente de restos a pagar, a espantosa quantia de R$ 84.248.660,49, valor referente ao período de 2012 a 2016.

De acordo com o prefeito, as três áreas com o maior número de dívidas são as da Saúde, Educação e de Infraestrutura, que, somadas, chegam a R$ 59.114.853,85 cerca de 59% do valor total do débito. Esse valor, segundo ele, compreende apenas as dívidas do exercício de 2016.

Anderson Ferreira lembrou que, ao assumir a prefeitura, no dia 1º de janeiro de 2017, recebeu do seu antecessor apenas a quantia de R$ 4.162.862,53, proveniente de repasse feito pelo Governo Federal, referente ao valor arrecadado com multas e impostos da repatriação de recursos.

“Durante o período de campanha, ouvi muita gente falar que, caso vencêssemos a eleição, encontraríamos uma prefeitura com cofres sadios, com verba suficiente para pagar servidores e fornecedores, para realizar obras e investir em melhorias para a população. Mas, infelizmente, não é essa a realidade da nossa prefeitura. Assumimos a administração há apenas 17 dias e, logo de cara, nos deparamos com um rombo milionário nos cofres do município, um déficit enorme, de mais de R$ 84 milhões, e que castiga, principalmente, os setores da Educação, Infraestrutura e Saúde, três importantes áreas, que afetam diretamente a vida do povo”, disse o prefeito.

Anderson salientou que agora é hora de arregaçar as mangas e “bater na porta do governador e cada deputado, senador e ministro” em busca de parcerias e investimentos para colocar Jaboatão dos Guararapes no rumo do desenvolvimento. “Em poucos dias de gestão, nos reunimos com os ministros Maurício Quintella (Transportes) e Bruno Araújo (Cidades) e conseguimos viabilizar recursos para tocar obras estruturais e de prevenção. E vamos continuar trabalhando duro, com muita humildade, para reverter esse quadro de desigualdade social no qual se encontra o município”, afirmou.

“Lamentamos encontrar um cenário como esse, de falta de responsabilidade e de comprometimento com a coisa pública. Agora, vamos dialogar com os nossos credores em busca de um entendimento sobre como faremos para pagar essa dívida. Aproveito, também, para tranquilizar nossos servidores, pois honraremos nossos compromissos e não iremos atrasar salários”, acrescentou Anderson Ferreira.
https://syndication.exdynsrv.com/splash.php?idzone=2574917