Vendas nos supermercados em novembro têm melhor resultado desde abril de 2014

As vendas do setor supermercadista em novembro deste ano tiveram um crescimento que o setor não via desde antes do início da crise de consumo, surgida no segundo semestre de 2014. Segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o setor teve crescimento real de 5% nas vendas no período na comparação com igual mês no ano anterior, o maior desde abril de 2014, quando as vendas subiram 10,3% na comparação anual.

Considerando apenas o mês de novembro, a última vez que o crescimento real superou os 5% foi em 2013. Em novembro daquele ano, as vendas subiram 9,78% em termos reais ante mesmo mês do ano anterior. Após ter registrado perdas reais no primeiro semestre deste ano, o setor de supermercados começou a esboçar uma tendência mais positiva de vendas a partir de julho. Nos últimos meses, o desempenho vem sendo ajudado ainda por uma desaceleração da inflação de alimentos.

Em novembro de 2016, os preços de alimentos tiveram queda de 0,2% na comparação com outubro, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) enquanto o indicador geral apresentou crescimento de 0,18% na mesma comparação. Após o resultado das vendas em novembro surpreender positivamente o setor, a Abras já admite que o resultado do ano pode ficar acima da projeção da entidade, que é de crescimento ente 1% e 1,2% em 2016 ante 2015. Nos onze meses do ano até novembro, a alta real é de 1,51%.

Acumulado

No acumulado de 11 meses de 2016, as vendas do setor aumentaram 1,51% em termos reais ante os mesmos meses de 2015. Todos os valores foram deflacionados pelo IPCA. O resultado acumulado até novembro está levemente acima da projeção da entidade para o ano. A Abras estimou crescimento real entre 1% e 1,2% nas vendas em 2016.

Em termos nominais, a alta nas vendas em novembro foi de 12,34% na comparação com o mesmo mês de 2015. Já o resultado acumulado de 11 meses é de crescimento nominal de 10,15% ante o mesmo período do ano anterior.

Cesta básica

O preço da cesta de itens básicos nos supermercados brasileiros caiu 0,82% em novembro na comparação com outubro deste ano, de acordo com a Abrasmercado, cesta composta por 35 produtos de largo consumo pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Abras. O preço total da cesta saiu de R$ 484,67 em outubro para R$ 480,69 em novembro. Já na comparação com outubro de 2015, o preço subiu 10,43%.

Entre as maiores altas do mês passado estão itens como cebola, cujo preço aumentou 9,42% ante o mês anterior; açúcar, aumento de 4,28%; e café, com alta de 3,75%. Já as maiores quedas foram encabeçadas por tomate, cujo preço recuou 16,60%; feijão, queda de 12,31%; e batata, retração de 10,36%.

Da Isto É
Vendas nos supermercados em novembro têm melhor resultado desde abril de 2014 Vendas nos supermercados em novembro têm melhor resultado desde abril de 2014 Reviewed by Wagner Santos on dezembro 21, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.