Segundo NYT, políticos brasileiros estão paranoicos com gravações

O jornal norte-americano The New York Times divulgou, nesta sexta-feira (02), uma reportagem afirmando que os os políticos brasileiros entraram em uma nova fase tumultuada: a paranoia.

Segundo a matéria, os nervos estão se desgastando devido às traições no ambiente político cada vez mais paranóico do Brasil. 

A afirmação se refere ao fato de o avanço da tecnologia ter chegado ao ponto de alguém gravar uma conversa de maneira secreta com um smartphone, se referindo ao ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero (PSDB-RJ), que provocou a renúncia do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), com a denúncia de tráfico de influência.

Ainda de acordo com o jornal, o impeachment de Dilma Rousseff não foi suficiente para resolver a guerra política que pauta o país. Mas, de acordo com a publicação, o mandato do presidente Michel Temer ainda não estaria por um fio.

Citando o conceito atribuído a Nicolau Maquiavel, de que os fins justificam os meios, o NYT diz que “em cada grande virada na crise política do Brasil ao longo do último ano, as gravações são táticas reveladoras que fariam Maquiavel orgulhoso”.


https://syndication.exdynsrv.com/splash.php?idzone=2574917