Promotoria denuncia funcionária que não reportou plano de voo da LaMia

A Promotoria boliviana denunciou uma funcionária boliviana da Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares à Navegação Aérea (AASANA) por não reportar a tempo as observações do plano de voo da LaMia que caiu perto de Medellín, na Colômbia, e deixou 71 mortos.

Segundo o jornal de La Paz La Razón, a funcionária não fez nenhuma observação a seus superiores sobre o plano de voo do avião que devia cobrir a distância entre Santa Cruz (Bolívia) e Medellín (Colômbia), onde os jogadores da Chapecoense disputariam a final da Copa Sul-Americana.

De acordo com a denúncia, a funcionária acusada só reportou o relatório sobre o plano de voo no dia seguinte ao acidente, em 29 de novembro.
https://syndication.exdynsrv.com/splash.php?idzone=2574917